5 de dez de 2012

Bo****


Estava eu divagando mentalmente sobre bocetas, quando nasce uma personagem em minha cabeça. A mulher da boceta torta. Sim, uso o termo “boceta”. Não me importo com porcaria de politicamente correto. Gosto da palavra. É expressiva, gostosa de se pronunciar, impactante, interessante. Boceta. Esqueçam o pudor, esqueçam. Experimentem falar. Bo-ce-ta. Agora dêem um grito. BOCETA. Sussurrem-na. Boceta... Muito bom, pois não? Você aí que não teve coragem de pronunciar a palavra, não sabe como é libertador.
Enfim, a história da mulher da boceta torta, contarei em outra oportunidade.

Nikku

20 de nov de 2012

Para que não precisemos medir as palavras... lá vem a escrita oculta.

Nikku

18 de nov de 2012

Linhas

Morbidez bate. Os olhos refletem tudo. Estou me enganando ao anestesiar esta dor com o dia a dia que não desejo? Não deveria entregar-me à fraqueza insana? Seria esta uma forma de provar minha força? Ao ligar o "foda-se"?

O que vivo até agora mascara todos os sentimentos. Horário para isso, remédio para aquilo, comida para melhorar, estudos para passar, textos a escrever...

O meu objeto que mais me causa desespero e desconforto hoje em dia é o despertador. Está mais do que na hora de viver a realidade dentro da fantasia. A fantasia onde não se importar é a melhor forma de resistir a tudo. Daí, vem outro tipo de máscara. E então... vai topar?

Nikku

8 de nov de 2012

Remembrance

You may think not remembering you
Must be sad.
But I see it completely differently.
'Cause everytime that happens, 
Remembrance always returns
And it's as if I'm discovering something new
Again and again.
And what's new and warms our hearts
Always fascinates in a special way.

I write this to you, Lotte Kestner.

Love from Brazil, 

Nikku

6 de nov de 2012

Miiiiiii

Hoje a inspiração
Me explodiu em mi maior.
Acorde favorito meu
De violão!

Tentando encontrar uma forma
De explicar tal conexão
Encontro-me encarcerado
Por uma total incógnita!

):

Nikku
Apraz

Não me apraz a resposta.
Não me apraz a pergunta.
Não me apraz o pensamento,
Muito menos o fato.

Quero deixar, porém, claro,
Que o desejo, silenciado,
Descansa em Morfeu.

Nikku

Mocinha

Presilha azul na cabecinha.
Tão mocinha!

Não me engana.
Adivinho só
As volúpias na cama.

Nikku
Piras, voas, amas,
Bem como sentes saudades. 
Eis algumas das tantas cores
Do espectro da [in]sanidade.
Suicida, trucida, vomita. 
Não obstante tudo, se excita.

Nikku

10 de out de 2012

Constantemente o [nor]mal de sempre.

Nikku

7 de out de 2012

Desencontrado... sem propósito. Vagando infinitamente. Doente. Sem amor. Sem nada. Vazio.

Nikku

4 de out de 2012

Le brille de tes yeux qui ne me cherche plus pas me rend triste.

[O brilho dos seus olhos que não me procura mais me faz triste.]

Nikku

13 de set de 2012

Na rua da companhia só havia saudade.

Nikku

12 de set de 2012

Train

Nem eu iria trocar,
nem eu iria trocar um trem
por uma troca destreinada de trens
de trilhas tão incompletas
de todos os locomotivos trens

Nikku
A vida é uma desconstrução de uma fossa. A cada cano você encontra só mais e mais merda. Uma hora alaga. É grotescamente cruel.

Nikku

7 de ago de 2012

Sinto você aqui, não sei por quê. É como se estivesse aprisionada, encarcerada, com gazes enfaixando sua boca. Gritando estridentemente, não obstante não estar sendo ouvida. Não me sinto tão só, mas quero mais que sua presença muda, quero escutar sua voz inteira.


Nikku

28 de jun de 2012

Continuem com seus escudos
E tudo será mais fácil assim.
O melhor deles?

Pessimismo.

[Não é isso o que vocês querem? Facilidades...]

Nikku

2 de jun de 2012

O buraco que estava cauterizado se abriu novamente.
Arde tanto, falta tanto, sai tanto...
Não vai sobrar nada.

13 de mai de 2012

Dor: palavra tão pequena... sensação tão enorme.

14 de mar de 2012

É tanta repressão... auto. Não suporto. Vontade de desistir. E por que eu não estaria falando sério?

11 de mar de 2012

O Brasil não foi feito pra roupas.

Nikku

8 de mar de 2012

Gritos e gritos...
Discórdia e mais gritos.

Nikku

16 de fev de 2012

Forme

N ...
Usou farda a vida toda, e quer mais uma agora?
S ...
Claro. Não vou ficar usando minhas roupas normais.
N ...
Essa é a graça. Expressar individualidade, meu caro!
S ...
Individualidade nada. Você nunca foi à biblioteca?
N ...
Fui ontem.
S ...
Está lá escrito: não esqueça, somos um sistema.
N ...
(...)
S ...
Então pronto!
N ...
Não vi isso.
S ...
Pois está lá. Procure no mural. Como vou fazer parte do sistema sem a camisa do mesmo?
N ...
(...)
S ...
Eu mesmo não quero ficar de fora do sistema.

S&N

3 de jan de 2012

Tempo é uma perda de Tempo.

Nikku