1 de fev de 2011

Fragmentos (meus)

"O horrível é quando não se quer nada.
Só se quer acabar com... aquilo.
Que sente."

"(Você )Não me conhece.
E acho que não conheço ninguém...
Pergunto-me por que continuar?
Continuar pra quê?"

"Não tem sentido".

"Eu tento todos os dias
Expurgar...
(Ou) Mais que isso.
Preciso que algo me complete.
Eu que não basto."

"Quem vai olhar pra você?"

"Não sei.
Isso é o pior.
Pode ser uma canalização de várias coisas.
É horrível.
Horrível."

"Continuar pra quê?"

"E é o que vem acontecendo comigo há tempos.
Sabe quantas vezes pedi para chorar?
Eu quero.
Muito.
Mas não consigo.
Acho que é um descarrego, e tem que ser forte para chorar e admitir isto."

"Que é tão emocional que chega a ser física..."

"Chorar faz bem...
Não tenha medo.
Eu te invejo muito."

"Faz falta o que nunca esteve presente,
o que nunca senti."

"Não acho.
Porque você consegue.
Quando não se consegue.
É pior...
Muito pior."

"Já sentiu um...
vazio?
No meio do peito...
Mas que não é vazio...
Porque dói..."

"Você[...]"

"E a dor não sai
Ela consome tudo..."

Nikku

Um comentário: