5 de jun de 2011


É estranho... porque... o motivo de tantas coisas é a falta do acontecer. Deveria ser o contrário, não? Sentir-se desconfortável pelo excesso de (...).
Mas Não.

Nunca.

Nikku

Um comentário: